Mensagens

A mostrar mensagens de Junho, 2020

A França Antártica

Imagem
Mapa da Baía de Guanabara, ou melhor… da França Antártica. A França Antártica pode ser entendida como a tentativa de colonização de parte da atual região do município do Rio de Janeiro  — mais precisamente, a região e as proximidades da Baía de Guanabara — pelos franceses , que instalaram-se, em 10 de novembro de 1555, na ilha de Serigipe (atual Ilha de Villegagnon), construindo ali uma fortificação que ficou conhecida como Forte Coligny. A expedição responsável por alcançar a Baía de Guanabara foi comandada por Nicolas Durant de Villegagnon , que já havia explorado anteriormente a região de Cabo Frio e feito contato com os nativos tamoios. Neste contato, Villegagnon teve conhecimento da relação dos portugueses com os tupinambás, que na época habitavam a região do Rio de Janeiro. Esta relação não era nada amistosa, e o francês aproveitou para semear boas relações com as duas tribos. Como os portugueses evitavam os tupinambás, os franceses escolheram a região, certamente para evitar

Viva o Folclore brasileiro!

Imagem
Todo ano, na época do “halloween”, podemos constatar, entre brasileiros, algumas manifestações contrárias a esta festa. É simples: o costume veio dos EUA e nós estamos no Brasil. Portanto, deveríamos valorizar a cultura nacional. Eu acho que a reclamação é, até certo ponto, justa. Mas talvez as pessoas que reclamam estejam querendo chamar atenção na época errada, já que nós temos o Dia do Folclore Brasileiro , que é festejado em 22 de agosto . Acho justíssimo a valorização da cultura tupiniquim. Como experiência pessoal, posso dizer que eu cresci na década de 1980 tendo contato com todo este conjunto de lendas e mitos brasileiros, principalmente na escola (e estudando em um colégio religioso, vejam só!). Outro fato que temos que destacar é que em várias culturas a veneração aos mortos toma ares festivos, bem diferente do que acontece aqui no Brasil com a celebração aos “finados” tão pesada, forçada na tradição católica apostólica romana. Temos, como exemplo, o “Dia de los Muertos”, que